O Município: Histórico | Localização | Hospedagem | Gastronomia | Pontos Turísticos | Legislação

1952, a descoberta

Argentina, 1952. Falecia Evita Perón, primeira dama do país. No Reino Unido, começava o reinado de Isabel II. 1952, oeste do Estado do Paraná, uma nova história começava a ser escrita.

Na década de 50, as margens da mata atlântica (Parque Nacional do Iguaçu) uma terra começava a ser alvo de cobiça de grandes empresas colonizadoras e exploradoras de terras. Neste mesmo ano, a companhia “Pinhos e Terras” se instalou no local ainda inabitado. Para cumprir a árdua tarefa de explorar as novas terras, a empresa enviou dezenas de homens, os primeiros desbravadores.

Maioria dos trabalhadores veio do Rio Grande do Sul. Um dos primeiros a se instalar foi Alfredo Paschoal Ruaro, na época integrante da direção da empresa “Pinhos e Terras”. Junto com Ruaro, se aventuraram nas terras então desconhecidas Reinaldo Antônio Biazzus e Emilío Henrique Gomes, que também eram funcionários da empresa colonizadora. Ao poucos mais homens, maioria carpinteiros, foram chegando com a missão de realizar serviços preliminares, como as primeiras construções. Lentamente, a mata fechada e inexplorada, foi cedendo espaço para as primeiras casas. O novo município foi sendo redesenhado graças a força de trabalho de famílias como Bernardi, Rombaldi, Gómez, Colombo, Sebbem, Bazzo, Trhun,  Perinazo e Domenegato.
Oficialmente, o município foi criado no dia 8 de outubro de 1966 e instalado no dia 22 de dezembro de 1968. São 43 de história. Muita coisa mudou, mas até hoje a cidade mantém o encanto característico de municípios do interior. 

Natureza, fonte de inspiração

Empenhados na tarefa de desbravar o local, os colonizadores acampavam em diferentes locais constantemente. Certo dia, no final da tarde, em uma pausa no trabalho, os trabalhadores levantaram uma questão: qual nome seria mais apropriado para a nova cidade. A princípio, dois nomes foram sugeridos: “Ivete”, nome da filha de um dos colonizadores e “Ibiapó”,que em guarani significa “terra do trabalho”.Porém, ao avistarem uma clareira em meio a mata, ficaram admirados com a beleza do céu, que contrastava com o verde do Parque Nacional.Era de um azul tão intenso que chamava atenção dos trabalhadores.Não restaram dúvidas, o nome da cidade que estava surgindo seria Céu Azul.Uma homenagem a natureza exuberante do local.




Casa do imigrante



Constrtução da Caixa D`Água



Correios e telégrafos instalados



Derrubada do mato



Desbravamento da cidade



Farmácia Nossa Senhora da Graça
Av. Nilo Umberto Deitos, 1426 - Cep 85840 - 000 Tel. (45) 3266 - 1122 | Logar no Portal | Webmail