Germano comemora novas conquistas junto ao Governo do Estado

Categoria: Administração Publicado: Quarta, 13 Dezembro 2017

O prefeito Germano Bonamigo fez duas viagens a Curitiba em duas semanas consecutivas. Na última (11/12), o prefeito teve a companhia do vereador Darci Rieger, quando assinaram o convênio que liberou, por meio de emenda parlamentar do deputado Evandro Junior, o valor de R$ 50 mil para aquisição de um automóvel.

Germano e Rieger participaram ainda de solenidade no Palácio Iguaçu, com a governadora em exercício Cida Borghetti, quando foi liberado outros R$ 500 mil para recape e implantação de asfalto. “Este convênio é resultado da visita que o secretário Chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni fez a Céu Azul, ainda no mês de maio, quando acompanhado do deputado André Bueno, veio anunciar a liberação de outros convênios”, lembra (fotos). Na oportunidade o prefeito expôs ao secretário e ao deputado a necessidade de recuperação da malha viária urbana, solicitando os R$ 500 mil que estão sendo liberados agora.

Com os recursos, trechos das Ruas Arnaldo Busato, Irmã Carmelita de Jesus, São Luiz e Ângelo Ronbaldi, vão ganhar 4.000 m2 de recape sobre pedra irregular e outros 3.000 m2 de implantação asfáltica. “Estamos chegando ao final do primeiro ano do mandato com inúmeras conquistas. Buscamos neste tempo estreitar o relacionamento com o governador Beto Richa, com quem mantivemos vários contatos. O Rossoni também tem nos atendido muito bem”, exalta Germano. Em ambas viagens, uma com o vereador Mário Mittmann e na última com Darci Rieger, o prefeito foi recebido por Rossoni (fotos).

Na semana anterior a conquista foi a garantia da liberação de R$ 2,1 milhões para a continuidade da obra do calçamento de Nova União. Acompanhado do vereador Mário Mittmann e do deputado André Bueno, que tem intermediado todas as negociações na SEIL, Germano entregou o projeto pessoalmente ao secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, que garantiu a liberação. Ocorre que a empreiteira que havia ganhado a licitação, em 2014, entregou apenas 12% da obra em 3 anos. Com isso, houve o rompimento do contrato e agora, com o novo projeto, uma nova licitação deverá ser feita.

 

Acessos: 62